Disney atualiza seu site e inclui nos personagens da casa seus mais novos integrantes

Com o fechamento da compra da Fox, a Disney agora é dona de um império ainda maior no mundo entretenimento: Star Wars, Fox Searchlight, Pixar, Avatar, Marvel, Os Simpsons, Nat Geo, ABC, X-Men, FX, Disney Animation e ESPN. Com tantas propriedades no bolso, a empresa atualizou seu site minutos após a oficialização da compra — incluindo personagens como Bart (Simpsons), Earn (Atlanta), Neytiri (Avatar) e Deadpool na lista de suas propriedades.

É uma imagem poderosa e mostra a imensidão de grandes personagens que agora são da Disney. Isso porque a imagem não inclui obras grandes, como Alien, Anastasia e muito mais. Confira:

As franquias adultas: O Planeta dos Macacos, Predador e Alien

Tal como acontece com Logan, nos últimos anos a estratégia dos filmes franquia da Fox foi tentar atrair um público adulto, para diferenciar seus filmes mais escuros do selo Marvel. Esse foi o caso, por exemplo, da trilogia de O Planeta dos Macacos, que fez de uma marca em coma um entretenimento digno adorado pelos críticos. Podem não ser sucessos de bilheteria como na Disney, mas seu selo ainda é reconhecível.

O mesmo vale para Alien , embora nos últimos anos a saga foi queimada várias vezes. Ridley Scott continua, mesmo assim, empenhado em dirigir outro filme que siga o rastro existencial de Prometheus e Alien: Covenant. Quem volta em 2018 é o velho inimigo do xenomorfo, Predador, com um filme dirigido por Shane Black (Beijos e Tiros, Homem de Ferro 3). Uma das estratégias pode ser aproveitar a marca Fox para usá-la em estreias adultas. Uma segunda tentativa da Miramax que captasse também os filmes de menor orçamento da Searchlight (que produziu 11 filmes em 2017) e Fox 2000. Alguns filmes que se destacam no acordo: Mars, Estrelas Além do Tempo, The Factory, O Grande Hotel Budapeste e A Forma da Água.

Universo X-Men de volta à Marvel

Uma das grandes questões sobre o futuro dos gigantes é a reunião das duas grandes franquias globais da Marvel. A Disney é dona da Casa das Ideias e a cada temporada seu universo lhes dá alguns dos filmes de maior bilheteria (neste ano, Guardiões da Galáxia 2Homem-Aranha: Homecoming e Thor: Ragnarokultrapassaram o equivalente a 3,14 bilhões de reais) mas existem selos dentro do universo dos super-heróis ainda fora do radar de Os Vingadores. Primeiro foi o acordo com a Sony para usar o Homem-Aranha, e agora o universo mutante que tantas alegrias dá à Fox também volta para casa. Com a equipe do Capitão América a dois anos de encerrar suas adaptações e se despedir de seus protagonistas depois de uma década de sucessos, terá chegado o momento de substituir o Wolverine pelo Homem de Ferro? O chefão da Marvel, Kevin Feige, que começou como produtor de X-Men, parece disposto.

A Fox se caracterizou em seus lançamentos mais recentes por cuidar da marca mutante com filmes e séries de gênero e personalidade diferentes, ao contrário daquelas da Disney, mais voltadas à família. Assim, a fusão parece ser complicada no curto prazo. Mas, se a Disney quiser, muito possível. Por enquanto, a Fox ainda tem pendente a estreia de X-Men: Dark Phoenix, oitava aventura da série principal; Os Novos Mutantes, abordagem de terror já filmada e Deadpool 2, continuação bem-sucedida de uma estreia que fez sucesso exatamente por ter saído do parâmetro familiar. Até mesmo Gambit,com Channing Tatum, parece estar prestes a ser rodado. A Disney será capaz de ter em seu selo esse tipo de marcas mais adultas como Logan ou a série de televisão Legion? James Mangold, diretor da primeira, já mostrou preocupação: “O que acontece quando você faz um filme para adultos é que o estúdio tem de se adaptar à realidade de que não haverá Happy Meals ou bonecos articulados. A campanha para vender merchandising para crianças acaba antes de começar”. Iger, no entanto, não tem dúvidas: “Deadpool poderá continuar sendo só para adultos se isso for explicado previamente ao público”.

A segunda dúvida que se coloca na Marvel é o destino de Os 4 Fantásticos. A empresa fundada por Stan Lee ficou tão insatisfeita com o último filme de Josh Trank que em 2015 a editora decidiu encerrar a coleção daquele que foi seu primeiro gibi de super-heróis. Depois de 54 anos, pela primeira vez a série não chegou às prateleiras. A primeira família voltará à Marvel? Para isso a Disney terá de chegar a um acordo também com Constantin. Por dinheiro não será, mas talvez não tenha muito interesse em fazê-lo. Para os leitores seria um sonho tornado realidade.

Os Simpsons, Uma Família da Pesada e animação para adultos

Os Simpsons estão há quase 30 anos no ar, mas continua a ser, sem dúvida, uma das marcas mais poderosas da Fox e a que mais poderia aproveitar as operações de merchandising da Disney. Talvez seu futuro na televisão esteja mais em dúvida do que nunca pelo cansaço da série, mas um segundo filme é algo que está sendo discutido há um tempo. Este poderia ser o momento. As temporadas antigas da série, além disso, podem ser um conteúdo suculento para o novo canal online. Afinal, Os Simpsons já previu a fusão entre Disney e Fox.

A série de Matt Groening é apenas uma peça na rede de animação para adultos da Fox, que cobre Bobs Burgers e todas as franquias de Seth MacFarlane, criador de Uma Família da Pesada, e que recentemente deu ao canal a exitosa comédia de ficção científica The Orville. A Disney vai apostar na animação para adultos? Seria algo novo.

O domínio do streaming e Hulu

Um dos movimentos mais importantes desta compra, mesmo que às vezes passe despercebido, é o novo domínio da Disney sobre um dos seus concorrentes mais importantes no streaming. A partir da aquisição da Fox, a Disney é dona de 60% da plataforma Hulu (a Fox tinha 30%), responsável por séries como O Conto da Aia. Vai usar esta plataforma já estabelecida para expandir seu negócio e torná-la internacional, para distribuir conteúdo concreto como o mais adulto ou simplesmente vai apagá-la do mapa? Também devemos acrescentar as ações da britânica Sky, que chegou recentemente à Espanha. A Disney já tinha anunciado que em 2019 vai lançar uma plataforma de conteúdo próprio para competir com a Netflix. Ali vai colocar toda a carne na churrasqueira.

——————

Visite as nossas páginas no FacebookTwitterInstagramFlipboard e SoundCloud!

Entre em contato com o Direto da Redação, mande sua notícia com fotos e vídeos, críticas ou elogios pelo WhatsApp: (69) 98108-7293

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.