Juíza de Rondônia é intimada após não se manifestar em processo por dois anos

A demora na tramitação de um processo levou o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) a intimar uma juíza da 1ª Vara da Seção Judiciária de Rondônia a dar explicações.

A informação é da coluna Grande Angular, do portal Metrópoles.

O juiz federal Paulo Ricardo de Souza Cruz deu prazo de cinco dias para a magistrada se manifestar.

De acordo com a representação, assinada pelo advogado Johann Homonnai Júnior, sócio do escritório do governador Ibaneis Rocha (MDB), desde dezembro de 2017 a juíza federal Grace Anny de Souza Monteiro não se posiciona sobre o processo, seja para deferir ou indeferir o requerimento.

A ação trata do pagamento de gratificações e foi movida pelo Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho dos Estados de Rondônia e Acre (Sinsjustra).

“O papel do juiz é decidir. Nós, advogados, sabemos que a decisão pode ser contrária. E, nesses casos, recorremos. Quando o juiz simplesmente não decide, ele massacra os interessados. Ou é preguiça ou má-fé”, pontuou o advogado Johann Homonnai Júnior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.