Devagar quase parando

O novo ministro da saúde, Nelson Teich, tem sido criticado por secretários estaduais de Saúde pela demora na entrega de equipamientos em meio ao aumento do número de casos e de mortes no país.

A informação é da repórter Mariana Zylberkan da Veja.

Um dos atrasos mais sentidos é o da entrega dos 2.000 kits de UTIs, anunciados há um mês. Destes, só 17% foram distribuídos.

“A sensação é de abandono”.

Alberto Beltrame, presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).


Respiradores e testes rápidos também não chegaram. Enquanto o número de casos e mortes aumenta, Teich é acusado de não perceber a urgência da crise e se preocupar mais em criar planilhas de custos. O início preocupa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.