Serviços indo ladeira abaixo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou agora pouco dados do setor de serviço, já contabilizado dados durando a parada imposta por medidas de isolamento social.

Segundo o IBGE, o volume de serviços prestados no Brasil teve de 6,9% em março, na comparação com fevereiro. Esse é o pior resultado da série histórica iniciada em 2011.

O abismo colossal em que caiu o setor de serviços foi puxado pelos serviços prestados às famílias, queda de 31,2%.

Volume de serviços em março, por atividade e subgrupos

  • Serviços prestados às famílias: -31,2%
    • Serviços de alojamento e alimentação: -33,7%
    • Outros serviços prestados às famílias (salões de beleza, academias, reparos, etc): -12,6%
  • Serviços de informação e comunicação: -1,1%
    • Serviços de tecnologia da informação e comunicação: 0,3% – Telecomunicações: -1,7
    • Serviços de tecnologia da informação: 2,3%
    • Serviços audiovisuais: -14%
  • Serviços profissionais, administrativos e complementares: -3,6%
    • Serviços técnico-profissionais: 1,3%
    • Serviços administrativos e complementares: -7%
  • Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio: -9%
    • Transporte terrestre: -10,6%
    • Transporte aquaviário: zero
    • Transporte aéreo: -27,5%
    • Armazenagem, serviços auxiliares aos transportes e correio: -0,8%
  • Outros serviços: -1,6%

Ouça mais comentários também pelo Spotify, Deezer, Apple Podcasts e Google Podcasts.


Visite as nossas páginas no FacebookTwitterInstagramFlipboard e SoundCloud.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.