Mil mortes, tubaína e cloroquina

Pela primeira vez desde o início da pandemia, o Brasil ultrapassou a marca de 1.000 mortes registradas em 24 horas pelo novo coronavírus. Segundo os dados do Ministério da Saúde o país também alcançou o recorde no número de novos casos, foram registrados 17.408 diagnósticos positivos em 24 horas.

Agora, o país ocupa a terceira colocação no mundo em total de infectados, atrás apenas de Estados Unidos e Rússia.

A Secretária de Comunicação da Presidência publicou em suas redes sociais um “placar da vida” que destaca os 106.794 recuperados e ignora os óbitos. Já o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez piada em uma live ao defender o remédio que é sua obsessão: “Quem é de direita toma cloroquina. Quem é de esquerda toma Tubaína”, afirmou.


Visite as nossas páginas no FacebookTwitterInstagramFlipboard e SoundCloud.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.