Um governo totalitário, um futuro incerto e a divindade da leitura; conheça O Livro do Mês

O livro indicado do mês de janeiro é Fahrenheit 451 do escritor Ray Bradbury. Escrito após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1953, Fahrenheit 451 descreve um governo totalitário, num futuro incerto, mas próximo, que proíbe qualquer livro ou tipo de leitura. Tudo é controlado e as pessoas só têm conhecimento dos fatos por aparelhos de TVs instalados em suas casas ou em praças ao ar livre.

Pâmela Bianqui é escritora e estudante de direito. Rondoniense, natural de Cacoal, Pâmela começou O LIVRO DO MÊS em setembro, contando um pouco mais sobre o seu próprio livro:  A Legião e a Batalha de Óregão. Em outubro a indicação foi Caninos Brancos do escritor Jack London. Em novembro o livro foi A Droga da Obediência do escritor Pedro Bandeira. Já no último mês de 2020, Onde as Arvores Cantam da escritora Laura Gallego Garcia foi a indicação final.

Você pode conversar com a escritora através do instagram, o user é @pambianqui

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.